EIXO 2

TRABALHO E RENDA

A questão da migração cada vez mais tem ganhado destaque no cotidiano social, seja nos noticiários midiáticos, seja ao caminhar por algum centro urbano ou até em seu local de trabalho. As pessoas que saem de seus países enfrentam inúmeros desafios na luta por condições de vida, de trabalho e de cidadania, e sem dúvida o trabalho é uma condição necessária para alcançar uma vida melhor. Assim, trabalhar é se afirmar como um dos motivos que mais levam as pessoas a migrar para outro país e é papel do Estado brasileiro articulados com estados e municípios receptores, garantir que as condições de trabalho sejam dignas, com remuneração adequada ao custo de vida e principalmente em condições de plena liberdade de ir e vir com direitos. No entanto, o que se perceber na realidade brasileira é um total descaso tem mostrado que a força de trabalho migrante tem sido alvo de exploração por parte de grandes empresas que utilizam em sua cadeia de fornecedores medias e pequenas empresas que compostas por trabalho análogo ao trabalho escravo e em muitos casos força de trabalho infantil. O trabalho dos imigrantes tem sido atingido massivamente pela precarização: eles têm, em geral, os horários mais desconfortáveis, como jornadas noturnas e nos finais de semana, combinando salários mais depauperados, superexploração e discriminação. Ou seja, a inserção dos imigrantes no mundo do trabalho e nas sociedades receptoras pode trazer desafios significativos para a saúde pública, pois, essa situação impactará na sua saúde física e mental dessa população. Assim, propomos as seguintes perguntas norteadoras do debate:

 

  • De que forma o trabalho e a renda podem melhorar as condições de vida de migrantes no Brasil?

  • A renda que obtém com seu trabalho lhe permite viver com dignidade?

  • Como combater o aliciamento ao trabalho escravo, e aumentar o número de libertados dessa condição no Brasil?

  • Quais políticas públicas podem ser formuladas para garantir trabalho decente à população migrante? Como a sociedade civil pode atuar em parceria com o Estado para a implementação dessas políticas?

  • As condições de trabalho têm afetado a saúde das populações migrantes? De que forma?